Calendário da Fórmula 1 deixa dúvidas sobre Alemanha, Brasil e Canadá para 2017

O chefe comercial da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, também tem pressionado por melhorias no circuito de Montreal Gilles Villeneuve, cujo contrato terá que ser renovado no próximo ano

Por Redação, com Reuters – de Londres:

As corridas de Fórmula 1 no Brasil, Alemanha e Canadá foram colocadas como sujeitas a confirmação em um calendário provisório de 21 provas para 2017, publicado pelo órgão que controla a categoria, na quarta-feira.

As corridas de Fórmula 1 no Brasil, Alemanha e Canadá foram colocadas como sujeitas a confirmação em um calendário provisório
As corridas de Fórmula 1 no Brasil, Alemanha e Canadá foram colocadas como sujeitas a confirmação em um calendário provisório

O Grande Prêmio da Itália, em Monza, cuja vaga havia sido posta em dúvida até a realização de um acordo durante a corrida deste mês, foi listado em setembro, como ocorre normalmente, depois da Bélgica.

A Alemanha permanece incerta devido à relutância de Hockenheim de sediar um GP, a não ser em anos alternados, e a falta de acordo com Nuerburgring. A prova no país foi retirada em 2015.

O chefe comercial da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, também tem pressionado por melhorias no circuito de Montreal Gilles Villeneuve, cujo contrato terá que ser renovado no próximo ano, e na pista de Interlagos, em São Paulo.

O Brasil também está sofrendo sua mais profunda recessão econômica em décadas, mas os organizadores da prova se disseram surpresos com a decisão de colocá-la .

– A Organização do Grande Prêmio Brasil tomou conhecimento, com surpresa, do calendário 2017 da F1 – afirmou em comunicado. “Existe um contrato em vigor até 2020, todas as providências serão cumpridas, como tem sido nos últimos 45 anos.”

Ecclestone havia advertido em junho que o calendário de 2017 poderia ser reduzido das atuais 21 corridas para 18, mas Monza era vista naquele momento como uma das atingidas.

Sem corridas novas, após a estreia do Azerbaijão neste ano, as principais alterações foram as mudanças de data e o remanejamento de alguns emparelhamentos.

A prova final será novamente em Yas Marina, Abu Dhabi, em 26 de novembro.

Veja o calendário provisório:

26 de Março – Austrália (Melbourne)

9 de Abril – China (Xangai)

16 de Abril – Bahrein

30 de Abril – Rússia (Sochi)

14 de Maio – Espanha (Barcelona)

28 de Maio – Mônaco

*11 de Junho – Canadá (Montreal)

18 de Junho – Azerbaijão (Baku)

2 de Julho – Áustria (Spielberg)

9 de Julho – Inglaterra (Silverstone)

23 de Julho – Hungria (Budapeste)

*30 de Julho – Alemanha (Hockenheim)

27 de Agosto – Bélgica (Spa-Francorchamps)

3 de Setembro – Itália (Monza)

17 de Setembro – Malásia (Sepang)

1 de Outubro – Cingapura

8 de Outubro – Japão (Suzuka)

22 de Outubro – EUA (Austin)

5 de Novembro – México (Cidade do México)

*12 de Novembro – Brasil (São Paulo)

26 de Novembro – Abu Dhabi

*Sujeitas a confirmação

Nico Rosberg conquista pole position em Cingapura

Rosberg saudou a volta como uma das melhores de sua carreira e, ao garantir sua 29ª pole position em um circuito que oferece oportunidades

Por Redação, com Reuters – de Cingapura:

 

 

O piloto da Mercedes Nico Rosberg conquistou a pole position na sua 200ª corrida de Fórmula 1, depois de uma volta de qualificação impressionante em torno do circuito de rua Marina Bay de Cingapura neste sábado.

O piloto da Mercedes Nico Rosberg conquistou a pole position na sua 200ª corrida de Fórmula 1
O piloto da Mercedes Nico Rosberg conquistou a pole position na sua 200ª corrida de Fórmula 1

A melhor volta do alemão, de 1 minuto 42,584 segundos, deixou-o perfeitamente posicionado para retomar no domingo a liderança do campeonato do seu companheiro de equipe, o britânico Lewis Hamilton.

Rosberg saudou a volta como uma das melhores de sua carreira e, ao garantir sua 29ª pole position em um circuito que oferece oportunidades mínimas de ultrapassagem, o piloto de 31 anos tem esperanças de conseguir sua oitava vitória da temporada.

– Eu estou definitivamente feliz com isso. Foi uma das minhas três melhores voltas de sempre – disse Rosberg, que está a dois pontos atrás de Hamilton, com sete rodadas restantes.

O piloto da Red Bull Daniel Ricciardo ficou com a segunda posição, com uma volta de 1 minuto e 43,115 segundos, superando o tricampeão mundial Hamilton, vencedor duas vezes em Cingapura, que vai largar em terceiro lugar.

O adolescente holandês Max Verstappen, que teve um encontro surpresa e inusitado com um lagarto nos treinos, vai largar ao lado de Hamilton, depois de garantir o quarto melhor tempo para a Red Bull.

Kimi Raikkonen, da Ferrari, larga na quinta posição.

 

Rosberg vence Grande Prêmio de Fórmula 1 da Itália

O tricampeão mundial Hamilton, que estava na pole position e poderia ter obtido a 50a vitória de sua carreira e a terceira consecutiva em Monza, terminou em segundo

Por Redação, com Reuters – de Monza:

O piloto alemão Nico Rosberg venceu neste domingo o Grande Prêmio de Fórmula 1 da Itália, em uma corrida dominada pela Mercedes e que fez a liderança do colega de equipe Lewis Hamilton cair a dois pontos faltando sete corridas para o final do campeonato.

O piloto alemão Nico Rosberg venceu neste domingo o Grande Prêmio de Fórmula 1 da Itália
O piloto alemão Nico Rosberg venceu neste domingo o Grande Prêmio de Fórmula 1 da Itália

O tricampeão mundial Hamilton, que estava na pole position e poderia ter obtido a 50a vitória de sua carreira e a terceira consecutiva em Monza, terminou em segundo depois de uma largada lenta que ajudou Rosberg.

A primeira vitória do piloto alemão no histórico circuito foi a sua 7a na temporada e a 21a de sua carreira.

Sebastivan Vettel e Kimi Raikkonen, ambos da Ferrari, terminaram em terceiro e quarto, respectivamente. Em quinto ficou Daniel Ricciardo, da Red Bull.

Hamilton sai na pole position no GP da Itália

O britânico cravou sua quinta pole, igualando-se ao recorde do argentino Juan Manuel Fangio e do brasileiro Ayrton Senna

Por Redação, com Reuters – de Monza,Itália:

Lewis Hamilton avançou para uma pole position dominante no Grande Prêmio da Itália pelo terceiro ano consecutivo neste sábado, com seu colega da Mercedes e rival de título Nico Rosberg se juntando ao britânico na linha de frente.

Lewis Hamilton
Lewis Hamilton

A pole foi a 56ª da carreira do três vezes campeão mundial da Formula Um. Em Monza, o britânico cravou sua quinta pole, igualando-se ao recorde do argentino Juan Manuel Fangio e do brasileiro Ayrton Senna.

– Obviamente eu estou muito feliz. Eu só fiquei ciente deste recorde quando vim neste fim de semana – disse Hamilton.

– Incrivelmente orgulhoso e honrado de estar entre Senna e Juan Manuel. Pilotos incríveis. Eu nunca, em um milhão de anos, pensei que meu nome seria mencionado na mesma frase que os deles.

Hamilton, cujo tempo dominante de um minuto e 21,135 segundos foi 0,478 segundo mais rápido que Rosberg com o resto parecendo devagar em comparação, lidera o alemão por nove pontos no campeonato, com oito rodadas restantes.

Ele pode comemorar sua 50ª vitória no Grande Prêmio, e terceira seguida no circuito mais rápido do calendário, no domingo e deixar a Europa com um controle firme sobre o campeonato, enquanto o mesmo segue para Ásia, Américas e Oriente Médio.

– A explicação básica é que Lewis fez algumas boas voltas. Eu fiz um bom trabalho até agora, mas eu não fui rápido o suficiente – disse Rosberg.

Sebastian Vettel, da Ferrari, foi o terceiro mais rápido, com Kimi Raikkonen se qualificando em quarto lugar para a corrida no circuito perto de Milão.

– Eu não estou totalmente feliz, porque essa diferença é bastante grande, os caras à frente estão em um mundo próprio – disse Vettel, quatro vezes campeão pela Red Bull.

O finlandês Valtteri Bottas, da Williams, e o australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, preencheram a terceira fila.

Massa diz que vai se aposentar da F1 no final desta temporada

O piloto, de 35 anos, venceu 11 corridas na F1, todas pela Ferrari entre 2006 e 2008, e terminou como vice-campeão no Mundial de 2008

Por Redação, com Reuters – de Monza, Itália:

O piloto Felipe Massa anunciou nesta quinta-feira que irá se aposentar da Fórmula 1 ao final desta temporada.

– Após 15 anos na Fórmula 1… esta será minha última temporada – disse o brasileiro a repórteres no Grande Prêmio da Itália.

O piloto Felipe Massa anunciou nesta quinta-feira que irá se aposentar da Fórmula 1 ao final desta temporada
O piloto Felipe Massa anunciou nesta quinta-feira que irá se aposentar da Fórmula 1 ao final desta temporada

Massa, que sobreviveu a uma lesão quase fatal na cabeça sofrida durante treino de classificação no Grande Prêmio da Hungria em 2009, corre pela equipe Williams desde 2014.

O piloto, de 35 anos, venceu 11 corridas na F1, todas pela Ferrari entre 2006 e 2008, e terminou como vice-campeão no Mundial de 2008.

O atual contrato de Massa com a Williams termina no final do ano.

Aposentadoria de Alonso

A aposentadoria iminente de Fernando Alonso na Fórmula 1 é uma possibilidade real, segundo o campeão mundial Lewis Hamilton, que disse esperar que o espanhol decida continuar.

O bicampeão Alonso proporcionou uma das surpresas no Grande Prêmio da Bélgica de domingo, saltando do 22º lugar no grid para terminar em sétimo, mas no geral tem sofrido com outra campanha ruim desde que voltou para a McLaren.

Em entrevista ao jornal espanhol AS publicada na segunda-feira, Hamilton chamou Alonso de “um dos melhores pilotos de todos os tempos”, mas admitiu que seu ex-companheiro de equipe pode deixar o esporte.

Questionado se a aposentadoria do espanhol era uma “possibilidade real”, Hamilton disse: “Claro que é. Ele tem 35 e já ganhou dinheiro suficiente. Ele já ganhou corridas suficientes, ele tem experiência suficiente e não precisa mais da Fórmula 1 para ser alguém.”

No entanto, Hamilton disse que espera que o espanhol continua. Seu contrato com a McLaren termina no final da temporada de 2017.

Alonso é 11º na classificação de pilotos, com 30 pontos, 202 atrás do líder atual Hamilton, e não consegue um pódio desde 2014. Ele sofreu um acidente grave no GP da Austrália, em março.

Nico Rosberg

O alemão Nico Rosberg escapou de todo o caos que se formou atrás dele e apenas teve o trabalho de administrar a vitória em um confuso GP da Bélgica de Fórmula 1 no último domingo. Seu companheiro de Mercedes Lewis Hamilton, líder do campeonato, terminou em terceiro após largar nas últimas posições do grid, e em segundo lugar ficou Daniel Ricciardo da Red Bul.

Os brasileiros Felipe Massa, da Williams, e Felipe Nasr, da Sauber, terminaram nas 10ª e 17ª posições, respectivamente.

Largando na pole, Rosberg manteve a liderança no início da prova e não foi mais alcançado, especialmente depois que seus principais adversários, Max Verstappen (que largara em segundo) e a dupla da Ferrari Kimi Raikkonen e Sebastian Vettel, colidiram logo na primeira curva. Com isso, Ricciardo, que começou a prova em quinto, pulou para segundo, posição que o australiano manteve até o fim para cruzar a linha de chegada 14 segundos após Rosbeg.

A corrida foi brevemente interrompida faltando nove voltas para a bandeirada final depois que Kevin Magnussen teve uma colisão feia após perder o controle de sua Renault. O dinamarquês foi levado par o hospital para exames de rotina, tendo sofrido um pequeno corte no tornozelo esquerdo.

Esta foi a 20ª vitória de Rosberg na carreira e também a sexta dele na temporada, a primeira desde o GP da Europa em junho, diminuindo para nove pontos a distância para o líder Hamilton na tabela.

O britânico conseguiu ganhar muitas posições graças ao caos formado logo na primeira curva, que forçou as duas Ferraris e Verstappen a pararem no pit stop, e também se beneficiou do safety car e da bandeira vermelha após o acidente de Magnussen.

O tricampeão, que buscava se tornar apenas o terceiro piloto a alcançar a marca de 50 vitórias na carrreira, não pode reclamar do resultado, já que ainda se mantém firme e forte na liderança do campeonato mundial.

Nico Rosberg vence GP da Bélgica, marcado por erros e acidentes

Da largada à última volta, Rosberg se manteve na ponta do Grande Prêmio da Bélgica de F1, neste domingo. Seu companheiro de Mercedes, porém, foi destaque: largando na penúltima posição, Lewis Hamilton cruzou a chegada em terceiro

 

Por Redação, com agências internacionais – de Spa Francorchamps, Bélgica

 

O alemão Nico Rosberg venceu o caótico GP de Fórmula 1 da Bélgica neste domingo. O piloto da Mercedes cruzou a linha de chegada 14,1 segundos à frente de Daniel Ricciardo, da Red Bull. O líder do campeonato, Lewis Hamilton, que começou na última fila do grid após sofrer uma penalidade, trilhou seu caminho de volta para terminar na terceira colocação. Os brasileiros Felipe Massa, da Williams, e Felipe Nasr, da Sauber, terminaram nas 10ª e 17ª posições, respectivamente.

Logo nas primeiras voltas, uma série de erros e acidentes paralisou o GP da Bélgica
Logo nas primeiras voltas, uma série de erros e acidentes paralisou o GP da Bélgica

Da largada à última volta, Rosberg se manteve na ponta do Grande Prêmio da Bélgica de F1, neste domingo. Seu companheiro de Mercedes, porém, foi destaque: largando na penúltima posição, Lewis Hamilton cruzou a chegada em terceiro e se mantém na liderança do campeonato com nove pontos de vantagem. Foi a sexta vitória de Rosberg na temporada e a 20ª da carreira. Ele não vencia há quatro etapas, desde o GP da Europa, em 19 de junho.

A prova foi marcada por vários incidentes desde a primeira curva do circuito de Spa-Francorchamps, e vários carros foram danificados logo no início da prova.

O mais grave deles, porém, veio na sexta volta, quando Kevin Magnussen, da Renault, passou direto na curva Eau Rouge e foi parar na barreira de pneus. O piloto, que era o oitavo colocado, saiu ileso do acidente, mas o carro ficou destroçado. Na nona volta, a prova foi paralisada com bandeira vermelha por cerca de 10 minutos para que reparos fossem realizados na área do acidente. O dinamarquês foi conduzido ao hospital, para exames.

Fernando Alonso também fez uma corrida de recuperação: largou em último, mas terminou na 7ª posição. Festejado por correr “em casa”, Max Verstappen largou em segundo, mas teve o carro danificado no início e caiu para a última posição. Ele conseguiu terminar a prova apenas em 11º.

Daniel Ricciardo, da Red Bull, largou em quinto e terminou a prova em segundo, no GP da Bélgica.

Rosberg larga na frente enquanto Hamilton fica na rabeira em GP da Bélgica

Essa é a primeira vez que Verstappen, nascido na Bélgica, larga na primeira fila de um Grande Prêmio

 

Por Redação, com agências internacionais – de Spa-Francorchamps, Bélgica

 

Com o melhor tempo no treino classificatório do sábado, Nico Rosberg, da Mercedes, larga na ponta do Grande Prêmio da Bélgica de F1 neste domingo (28). É a 28º pole da carreira de Rosberg, e a terceira consecutiva na temporada.

Nico Rosberg (C) Max Verstappen (E) e Kimi Raikkonen largam na frente, no GP da Bélgica
Nico Rosberg (C), Max Verstappen (E) e Kimi Raikkonen largam na frente, no GP da Bélgica

O alemão vai tentar aproveitar que o companheiro de equipe e líder do campeonato, Lewis Hamilton, larga na penúltima posição do grid para recuperar a liderança. Ao lado de Rosberg, na segunda posição, sai Max Verstappen, da Red Bull, seguido de Kimi Raikkonen e Sebastian Vettel, da Ferrari.

Essa é a primeira vez que Verstappen, nascido na Bélgica, larga na primeira fila de um Grande Prêmio. Além da torcida local, o piloto de 18 anos que representa a Holanda vai contar também com o apoio de cerca de 20 mil holandeses que irão assistir à prova.

O brasileiro Felipe Massa chegou a fazer a melhor volta na primeira etapa do treino classificatório, mas terminou a última sessão apenas com o 10º melhor tempo. Felipe Nasr larga em 16º.

Lewis Hamilton participou apenas da primeira etapa do treino como estratégia para não largar dos boxes. Ele foi penalizado pela organização em 55 posições no grid por ter feito uma série de modificações nos motores do carro e, independente do tempo que anotasse sairia no final do grid.

Atrás de Hamilton, sairá o espanhol Fernando Alonso, que, também tem punição a cumprir por não ter marcado tempo no classificatório.

Grid de Largada na Bélgica

Nico Rosberg (Mercedes)
Max Verstappen (Red Bull)
Kimi Raikkonen (Ferrari)
Sebastian Vettel (Ferrari)
Daniel Ricciardo (Red Bull)
Sergio Pérez (Force India)
Nico Hülkenberg (Force India)
Valtteri Bottas (Williams)
Jenson Button (McLaren)
Felipe Massa (Williams)
Romain Grosjean (Haas)
Kevin Magnussen (Renault)
Jolyon Palmer (Renault)
Carlos Sainz Jr (Toro Rosso)
Pascal Wehrlein (Manor)
Felipe Nasr (Sauber)
Estéban Ocon (Manor)
Esteban Gutiérrez (Haas)
Daniil Kvyat (Toro Rosso)
Marcus Ericsson (Sauber)
Lewis Hamilton (Mercedes)
Fernando Alonso (McLaren)

Mentor de sequestro da sogra de Bernie Ecclestone é preso em SP

Aparecida é sogra de Bernie Ecclestone, empresário da Fórmula 1

O primeiro a ser detido foi David Azevedo, que estava em sua casa. O segundo foi Vitor Oliveira, preso no cativeiro

Por Redação, com ABr – de São Paulo:

 

O comandante Jorge Eurico Faria, mentor do sequestro de Aparecida Schunk Flosi Palmeira, foi preso em flagrante na manhã desta segunda-feira em São Paulo, informou o secretário de Segurança, Mágino Alves Barbosa. Aparecida é sogra de Bernie Ecclestone, empresário da Fórmula 1, e ficou sequestrada por nove dias. Jorge pilotava o helicóptero que servia à família nos eventos de Fórmula 1 na capital paulista e, portanto, conhecia a rotina de Aparecida.

Aparecida é sogra de Bernie Ecclestone, empresário da Fórmula 1
Aparecida é sogra de Bernie Ecclestone, empresário da Fórmula 1

Segundo o secretário, Jorge foi apresentado à audiência de custódia. “Ele não se mostrou surpreso no momento da prisão, na casa dele, na Granja Viana”, disse o secretário. Além do comandante, dois executores do sequestro estão presos.

O primeiro a ser detido foi David Azevedo, que estava em sua casa. O segundo foi Vitor Oliveira, preso no cativeiro. “Ambos já tinham passagens pela polícia por roubo”, informou Mágino Alves. A vítima não relatou maus-tratos durante o sequestro. Ela também não sofreu ferimentos.

O governador Geraldo Alckmin informou que não houve pagamento de resgate. “É importante porque isso desestimula o sequestro. Temos a melhor polícia do país”, ressaltou. “Foi um trabalho de inteligência, técnica e preparo”.

Nico Rosberg larga na frente, em casa, após uma volta perfeita

Rosberg completa uma volta perfeita e larga na frente, em casa, na Alemanha

O companheiro de equipe de Rosberg na Mercedes, Lewis Hamilton, vai largar em segundo, após ter sido 0,107 segundo mais lento

 

Por Redação, com Reuters – de Hockenheim, Alemanha

 

O piloto alemão Nico Rosberg conquistou a pole position em casa, no Grande Prêmio da Alemanha de Fórmula 1, depois de uma volta perfeita, com o tempo mais rápido no treino de classificação, neste sábado.

Rosberg completa uma volta perfeita e larga na frente, em casa, na Alemanha
Rosberg completa uma volta perfeita e larga na frente, em casa, na Alemanha

O companheiro de equipe de Rosberg na Mercedes, Lewis Hamilton, vai largar em segundo, após ter sido 0,107 segundo mais lento do que o tempo de 1m14,363s cravado pelo rival. Daniel Ricciardo e Max Verstappen, ambos da Red Bull, completam a segunda fila na terceira e quarta colocações, respectivamente.

Kimi Raikkonen, da Ferrari, foi o quinto mais rápido, à frente de seu companheiro de equipe, Sebastian Vettel, que teve dificuldade para se equiparar ao finlandês em sua primeira corrida em casa pela escuderia italiana.

Rosberg entra no circuito de 4,5 km de Hockenheim no domingo estando seis pontos atrás de Hamilton, após ter concedido a liderança do campeonato ao britânico no último fim de semana, na prova da Hungria.

Os brasileiros Felipe Massa, da Williams, e Felipe Nasr, da Sauber, saem na 10ª e 21ª posições, respectivamente.

Sogra de chefe da Fórmula 1é sequestrada em SP

Aparecida Shunck, mãe da mulher de Ecclestone, Fabiana Flosi

Ecclestone, que possui, junto com sua família, fortuna estimada pela revista Forbes em US$ 3,1 bilhões, é um dos mais poderosos dirigentes esportivos do mundo

Por Redação, com Reuters – de São Paulo:

 

A sogra do chefe comercial da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, foi sequestrada em São Paulo e criminosos estão pedindo R$ 120 milhões em resgate, de acordo com reportagens.

Aparecida Shunck, mãe da mulher de Ecclestone, Fabiana Flosi
Aparecida Shunck, mãe da mulher de Ecclestone, Fabiana Flosi

Aparecida Shunck, mãe da mulher de Ecclestone, Fabiana Flosi, foi levada na noite da última sexta-feira, relatou a mídia. Segundo o site de notícias, os criminosos estão mantendo contato com a família.

Ecclestone, que possui, junto com sua família, fortuna estimada pela revista Forbes em US$ 3,1 bilhões, é um dos mais poderosos dirigentes esportivos do mundo. Ele casou com Fabiana em 2012, três anos após conhecê-la no Grande Prêmio do Brasil de F1.

Ecclestone, de 85 anos, se divorciou de sua então esposa, a modelo croata Slavic Radic, para casar com a brasileira. O casal mora na Inglaterra.

O crime de sequestro era comum no Brasil há uma década, com diversas pessoas sendo vítimas todos os dias, muitas vezes por quantias de poucas centenas de dólares.

Uma repressão policial, incluindo a formação de uma divisão especial antissequestro, reduziu o número de forma considerada, tornando o crime mais raro ultimamente.