Mozilla libera versão oficial de Firefox 2.0

A Mozilla Foundation liberou, nesta terça-feira, no site da empresa, a versão oficial do navegador Firefox 2.0. O lançamento, realizado cinco dias depois de a Microsoft ter disponibilizado o Internet Explorer 7, esquenta a guerra dos navegadores, que ganhou força há dois anos, com a estréia do Firefox 1.0.

Entre as novidades anunciadas pela Mozilla para essa nova versão do produto estão um corretor ortográfico, uma solução que alerta os usuários sobre sites considerados arriscados, sugestões de palavras que aparecem na caixa de buscas durante digitação e também um atalho para facilitar o acesso a abas de navegação recentemente fechadas.

Além disso, os usuários poderão selecionar uma função que torna fácil o acesso a itens recentes no histórico (janelas, abas, textos digitados em formulários e downloads, por exemplo). O software também vem com agregadores de notícias pré-instalados e uma solução que, segundo a Mozilla, faz os ícones “brilharem” quando o internauta aproxima o mouse.

Nessa nova batalha da guerra dos browsers, os dois principais representantes do mercado se empenharam em acrescentar funções que facilitam ao máximo a navegação dos usuários. A idéia é resolver problemas já antigos e também criar ferramentas úteis, das quais os internautas nem sabiam que precisavam – talvez uma delas seja o programa anti-phishing, disponível nos dois navegadores, que alerta sobre sites perigosos.

O navegador da raposa tem atualmente 11,49% do mercado, contra 85,85% do Internet Explorer, segundo a empresa de tráfego na internet OneStat. Em maio de 2004, quando o principal concorrente do IE estava disponível somente em versão de testes, os números ficavam em 2,4% e 93,9%.

Em alguns dos países medidos pela companhia, a participação do Firefox é bem maior do que a média, 33% na Alemanha e 25% na Austrália. Nos Estados Unidos, a porcentagem fica em 14,88%. O estudo não divulga dados relacionados ao Brasil.