Facebook testa nova ferramenta de recrutamento

O Facebook está testando uma nova ferramenta que permitirá que administradores criem postagens de vagas de emprego

A maior parte do faturamento do LinkedIn é de pessoas que procuram emprego e agências de recrutamento que pagam tarifas mensais para publicar currículos e aumentar a rede de contatos

Por Redação, com Reuters – de São Francisco/Nova York:

O Facebook está testando uma nova ferramenta que permitirá que administradores criem postagens de vagas de emprego e recebam inscrições de candidatos, o que pode afetar os negócios de recrutamento do LinkedIn.

O Facebook está testando uma nova ferramenta que permitirá que administradores criem postagens de vagas de emprego
O Facebook está testando uma nova ferramenta que permitirá que administradores criem postagens de vagas de emprego

– Com base no comportamento que vimos no Facebook, em que muitos negócios de pequeno porte publicam abertura de vagas em suas páginas, estamos fazendo um teste para os administradores criarem anúncios e receberam informações de candidatos – disse um porta-voz do Facebook à Reuters.

A maior parte do faturamento do LinkedIn é de pessoas que procuram emprego e agências de recrutamento que pagam tarifas mensais para publicar currículos e aumentar a rede de contatos.

Com a ferramenta de empregos do Facebook, as companhias podem gerar mais tráfego para suas páginas na rede social, o que as permitiria pagar para divulgar suas oportunidades de emprego a um número maior de candidatos, destacou o site TechCrunch.

Em outubro, o Facebook lançou o Marketplace, permitindo a compra e venda de itens.

Canais de notícias

O Facebook disse na segunda-feira que faria uma parceria com 50 emissoras. Publicações impressas e online para uma blitz de vídeos ao vivo no dia da eleição norte-americana. Com a rede social buscando reforçar o impulso de seu popular serviço de transmissão de vídeos Facebook Live.

O movimento aconteceu com o Facebook e sites rivais como o Twitter adotando cada vez mais as transmissões de vídeos ao vivo para atrair usuários e impulsionar o tráfego.

O Facebook alertou na semana passada que o crescimento de receita iria desacelerar neste trimestre por causa da “carga de anúncios”. Ou o número de anúncios que o Facebook pode colocar em frente aos clientes sem aliená-los. Ofuscando os fortes lucros que superaram as estimativas de Wall Street.

Cada canal parceiro do Facebook publicou um vídeo de 15 minutos ao vivo. Focado na eleição presidencial em um dos 50 Estados. O conteúdo foi exibido no site Election 2016, do Facebook, na terça-feira e incluiu a hastag #50states.

Embora o Facebook não vendeu anúncios nas transmissões ao vivo no dia da eleição. Isso pode gerar mais visitas ao site. Impulsionando sua reputação como um pólo de notícias ao vivo. E um confronto com o Twitter, que os usuários frequentemente usam para “tuitar em tempo real” em grandes eventos.

Reino Unido

O órgão regulador de privacidade britânico ameaçou o Facebook com uma ação de execução se a rede social usar dados do WhatsApp sem conhecimento dos usuários. Acrescentando que a empresa tinha concordado em suspender a utilização de dados dos usuários britânicos.

O Escritório do Comissariado de Informação (ICO, na sigla em inglês). Disse em agosto que iria monitorar a primeira mudança de política de privacidade do WhatsApp. Desde que foi adquirido pelo Facebook. Sob a qual compartilhará dados dos usuários com sua empresa controladora.

– Nós acreditamos que os consumidores merecem um nível maior de informação e proteção. Mas até o momento o Facebook não concordou – disse a chefe do ICO, Elizabeth Denham, em comunicado.

Procuradoria sueca irá interrogar Assange em Londres

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange

O procuradora-geral assistente da Suécia, Ingrid Isgren, e um investigador policial sueco terão permissão para participar do interrogatório. Eles irão relatar as descobertas para a Suécia

Por Redação, com Reuters e Sputinik – de Estocolmo:

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, será interrogado na embaixada do Equador em Londres em 14 de novembro, disseram procuradores suecos nesta segunda-feira, o que pode encerrar um longo impasse diplomático que mantém Assange preso dentro da embaixada equatoriana desde 2012.

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange
O fundador do WikiLeaks, Julian Assange

– O Equador atendeu ao pedido sueco por assistência legal em questões criminais. E um interrogatório será conduzido por um procurador equatoriano – afirmou a Procuradoria-Geral da Suécia em comunicado.

O procuradora-geral assistente da Suécia, Ingrid Isgren, e um investigador policial sueco terão permissão para participar do interrogatório. Eles irão relatar as descobertas para a Suécia.

Autoridades suecas querem interrogar Assange por acusações de que ele teria cometido um estupro em 2010. Assange nega as acusações.

WikiLeaks

Após uma nova onda de vazamentos, o site do WikiLeaks sofreu um ataque violento de hackers, impedindo os usuários de acessar a página.

A organização WikiLeaks comunicou que seus servidores foram hackeados. Em resultado da publicação do segundo lote de e-mails do Comitê Nacional Democrata dos EUA. Comunica a agência de notícias russa RIA Novosti.

– Os servidores web do WikiLeaks estão sendo sujeitos a um ataque maciço. Deliberado tipo DDos (um ataque distribuído de negação de serviço). Após publicação dos #DNCLeak2 (hashtag usado para denominar o segundo lote de e-mails do Comitê Nacional). Comunicaram representantes da organização nas páginas do WikiLeaks no Twitter e Facebook.

WikiLeaks tinha divulgado 8.263 e-mails do Comitê Nacional Democrata. Esta é a segunda parte dos e-mails tornados públicos pela organização. A divulgação da primeira parte deu-se em 22 de julho, quando foram publicados 19.252 e-mails. E 8.034 anexos enviados pela chefia do Comitê do Partido Democrata dos EUA.

Perguntas

A emissora CNN e os membros do Partido Democrata (DNC, sigla em ingês). Coordenaram a lista de perguntas para entrevista do presidenciável republicano Donald Trump. Revelam os e-mails publicados pelo WikiLeaks nesta segunda-feira.

De acordo com um dos e-mails, os membros do Partido Democrata foram informados sobre a próxima entrevista com antecedência. Tendo oportunidade, assim, de preparar a lista de perguntas para o presidenciável republicano.

– Wolf Blitzer entrevista Trump nesta terça-feira antes do seu comunicado sobre a politica exterior. Por favor, envie-me suas opiniões até às 10h30 da manhã desta terça. Obrigado! – escreveu o chefe de pesquisas do DNC, Lauren Dillon, em abril de 2016.

Os e-mails confirmam que as perguntas preparadas pelos democratas estão ligadas à possível retirada das tropas dos EUA da Coreia do Sul. Redução de financiamento da ONU pelos EUA. E ao assistente de Trump quem o ajudou a escrever o discurso sobre assuntos da politica exterior.

Conforme os e-mails, os membros do DNC também prepararam uma lista de questões relacionada às declarações duvidosas do presidenciável. Incluindo incidentes quando Trump acusou a Arábia Saudita pela organização dos ataques de 11 de Setembro de 2001. Mostrou-se interessado a conduzir ataques preventivos contra a Coreia do Norte. E quando destacou que o financiamento da OTAN e da ONU tinha sido desapropriado em comparação com outras contribuições do Estado.

Candidatos nos EUA buscam votos da Geração Y nas redes sociais

Hillary e Trump querem os votos dos novos eleitores, saídos da Geração Y

Com as eleições daqui a dois dias, os especialistas políticos andam céticos. Muitos não acreditam que um número recorde de pessoas da Geração Y comparecerá às urnas

 

Por Redação, com Reuters – de Nova York, EUA

Os membros mais jovens da geração Y ou “geração do milênio” passaram a ter idade suficiente para votar na eleição presidencial dos Estados Unidos. Este ano, os Estados e as plataformas de mídia social investiram esforços para o registro online, esperando atrair esses eleitores. Eles agora competem com os Baby Boomers em maior demografia no país.

Hillary e Trump querem os votos dos novos eleitores, saídos da Geração Y
Hillary e Trump querem os votos dos novos eleitores, saídos da Geração Y

Com as eleições daqui a dois dias, os especialistas políticos andam céticos. Muitos não acreditam que um número recorde de pessoas da ‘geração do milênio’ comparecerá às urnas. Não há, ainda, dados seguros quanto ao peso do grupo de 18 a 34 anos de idade, proporcionalmente à população dos EUA.

Geração Y

A geração do milênio representa cerca de 31% dos cidadãos dos EUA elegíveis para votar, de acordo com o Pew Research Center. A comparação foi feita, pela primeira vez, com o Baby Boomers, com idades entre 52 a 70 anos de idade. São estimados 225,8 milhões de eleitores elegíveis nos EUA.

A participação da Geração Y têm até agora, entretanto, ficado muito abaixo do que a dos Baby Boomers nas eleições. Em 2008, ano recorde para a participação da ‘geração do milênio’, apenas 50% das pessoas elegíveis para votar compareceram. Os dados são do National Census Bureau. Isso comparado com taxas de participação de 69% para Baby Boomers e 61% para pessoas com idades entre 36 a 51. A geração X.

Este ano, uma série de esforços nas mídias sociais dos Estados e organizações sem fins lucrativos foram destinadas a mudar isso. Incluíram lembretes do Facebook nas contas dos usuários, campanhas com hashtag no Twitter, celebridades criando Snapchat. Até posts no Instagram, incentivando as pessoas a votar.

Resultados dramáticos

Segundo levantamento de funcionários eleitorais estaduais dos EUA, essas campanhas das mídias sociais deram frutos. Pelo menos no que diz respeito ao registro de jovens eleitores.

— Vamos ser francos, é onde (os eleitores mais jovens) estão, eles estão nas mídias sociais — disse Denise Merrill, secretária do Estado de Connecticut.

Ela usou campanhas de mídia social, incluindo um hashtag dedicado e banner do Facebook, para incentivar inscrições.

— O que quer que façamos, estamos tendo resultados consideravelmente dramáticos — concluiu.

Cabify expande o mercado por meio de boas ofertas e novas ideias

Principal concorrente do Uber no Brasil, aplicativo Cabify expande o mercado por meio de boas ofertas e novas ideias

As semelhanças entre a Uber e o Cabify, no entanto, não terminam nos modelos de negócios parecidos ou nos preços competitivos para ambos

Por Marcello M Perongini – do Rio de Janeiro:

 

Em uma realidade concorrencial que já mudou de vez o modelo tradicional de transporte público em muitas cidades brasileiras, é de se esperar que o topo do mercado esteja continuamente sob o assédio de novos desafiantes.

Principal concorrente do Uber no Brasil, aplicativo Cabify expande o mercado por meio de boas ofertas e novas ideias
Principal concorrente do Uber no Brasil, aplicativo Cabify expande o mercado por meio de boas ofertas e novas ideias

Até a novidade da Uber (aplicativo para celulares utilizado para solicitar carros com motorista) poderia não garantir seu domínio por muito tempo. Mesmo com sua marca em alta por meio de uma excelente comunicação. Investimentos agressivos em publicidade e ações de marketing disruptivas e ousadas. Como o uso de drones na Cidade do México, na semana passada.

A causa principal desta incerteza para o aplicativo Uber é a chegada no mercado de um número crescente de concorrentes. Inclusive nacionais ou regionais, como o Televo ou o T81 (que tem sua principal base de público localizada no Recife).

Principal destaque

Já entre os internacionais, o principal destaque é o Cabify, aplicativo criado na Espanha em 2011. O primeiro no Brasil a ser legalizado na rede de transportes de São Paulo, em julho deste ano. Por ter atendido a todas as exigências da Prefeitura da capital paulista.

As semelhanças entre a Uber e o Cabify, no entanto, não terminam nos modelos de negócios parecidos ou nos preços competitivos para ambos. E que permitem garantir a receita para compensar os mais de 50 mil motoristas (no caso do Uber) que fazem parte da frota espalhada nas 25 cidades brasileiras atendidas pelo serviço.

Seguindo o exemplo da Uber, o Cabify segue a estratégia de conquistar seus clientes a partir do bolso. Com valores baratos nas corridas e ofertas especiais muito atrativas. Como descontos ou parcerias com festivais, cinemas, casas de show e estabelecimentos comerciais.

Finalmente, para maximizar a flexibilidade das ações promocionais e não interferir com as margens de lucro das demais cidades atendidas. O Cabify, como já a sua rival, Uber, conta com sofisticados sistemas de análises de dados que permitem segmentar as ofertas apenas onde é necessário.

Para o mês de outubro, por exemplo, o Cabify criou uma oferta exclusiva para os usuários de São Paulo capital. Que ofereceu 50% de desconto nas corridas feitas das 10h às 16h e das 20h às 00h. A promoção, válida apenas de segunda a sexta-feira. Ficou disponível até o dia 31 de outubro. O máximo de desconto concedido em cada corrida foi de R$ 20. Para acessar o desconto, foi preciso inserir o código promocional: VOUDECABIFY.

 

Marcello M Perongini, é consultor de Marketing Digital e articulista de Tecnologia, Internet e Redes Sociais do Correio do Brasil.

Twitter anuncia corte de 9% dos funcionários

O Twitter anunciou nesta quinta-feira corte de 9 % de sua força de trabalho no mundo

O Twitter tinha 3.860 funcionários no mundo até o final de junho. A demissão de cerca de 300 pode afetar a imagem da empresa em São Francisco, onde a competição por talentos de engenharia de software é ferrenha

Por Redação, com Reuters – de Nova York:

O Twitter anunciou nesta quinta-feira corte de 9 % de sua força de trabalho no mundo para controlar custos depois que conseguiu resultado trimestral acima que o esperado por analistas.

O Twitter tinha 3.860 funcionários no mundo até o final de junho. A demissão de cerca de 300 pode afetar a imagem da empresa em San Francisco, onde a competição por talentos de engenharia de software é ferrenha.

O Twitter anunciou nesta quinta-feira corte de 9 % de sua força de trabalho no mundo
O Twitter anunciou nesta quinta-feira corte de 9 % de sua força de trabalho no mundo

A companhia de mídia social teve forte desaceleração no crescimento da receita no terceiro trimestre. Mas o faturamento acabou superando expectativas de analistas e a ação da empresa subia quase 4 % antes da abertura dos mercados.

A receita subiu 8 %, para US$ 616 milhões, acima da estimativa média de analistas de US$ 605,8 milhões. A empresa teve um aumento de 20 %  no faturamento do segundo trimestre e no ano passado. As vendas do terceiro trimestre tinham apresentado crescimento de 58 %.

A receita total com publicidade cresceu 6 % na comparação anual, para US$ 545 milhões.

Excluindo eventos não recorrentes, o Twitter teve lucro de US$ 0,13 por ação. Superando a previsão média de US$ 0,09 de analistas, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

– Estamos ficando mais disciplinados sobre como investimos em nossos negócios. Definimos uma meta de termos lucro em 2017 – disse o vice-presidente financeiro, Anthony Noto.

Prejuízo

O prejuízo líquido da companhia caiu para US$ 102,9 milhões, ou US$ 0,15 por ação, no terceiro trimestre, ante US$ 131,7 milhões, ou US$ 0,20 por papel, um ano antes.

O Twitter, que tem visto a base de seus usuários estagnar ante rivais como Instagram e Snapchat. Afirmou que o número de usuários cresceu 3 % no terceiro trimestre, para 317 milhões ativos por mês.

Analistas esperavam 316,3 milhões, segundo a empresa de pesquisa de mercado FactSet StreetAccount.

O Twitter também anunciou que vai lançar “atualizações significativas” em seus serviços no próximo mês que vão afetar a forma como protege os usuários de conteúdo abusivo.

Nova funcionalidade do Instagram poderá salvar a vida dos usuários

O Instagram, um dos mais famosos aplicativos de celulares

O Instagram, um dos mais famosos aplicativos de celulares para compartilhar fotos e vídeos pessoais, anunciou que está desenvolvendo uma nova funcionalidade

Por Marcello M Perongini – do Rio de Janeiro:

Após ter consolidado a sua reputação como uma das redes sociais digitais mais importantes para a construção da imagem pública de milhões de pessoas ao redor do mundo, o Instagram, um dos mais famosos aplicativos de celulares para compartilhar fotos e vídeos pessoais, anunciou que está desenvolvendo uma nova funcionalidade capaz, literalmente, de salvar a vida de seus usuários.

O Instagram, um dos mais famosos aplicativos de celulares
O Instagram, um dos mais famosos aplicativos de celulares

Como anunciado no último mês de setembro pelo SEO da rede social, Kevin Systrom, em seu perfil pessoal no Instagram. No próximo futuro será possível denunciar anonimamente qualquer perfil que mostre sinais de depressão, desconforto ou distúrbios físicos e mentais.

Ao denunciar um perfil, o Instagram envia uma notificação para o usuário indicado. Informando que “alguém achou que você esteja passando por um momento difícil. Se precisar de ajuda, gostaríamos de lhe dar suporte”.

Usuário pode escoher

Esta simples ação inicial é depois seguida por uma tela em que o usuário pode escoher entre três opções de ajuda. Ligar para um amigo, ligar para a linha de suporte fornecida pela empresa ou ler mais sobre como entrar em contato com instituições especializadas na cura da saúde mental.

Ainda, segundo a ideia do chefe de operações da plataforma Instagram, Marne Levine. “Escutamos muitos experts de sáude mental. Descobrimos que receber o suporte de uma pessoa querida pode fazer muita diferença para alguém em dificuldade. Ao mesmo tempo, entendemos que as famílias gostaríam de ajudar. Mas, apenas, não sabem qual é a melhor maneira de faze-lo.”

É exatamente com esse espírito, então, que o Instagram disponibilizou sua imensa comunidade de usuários (mais de 300 milhões, ao redor do mundo) para tentar ajudar a quem esteja, mesmo só por um momento, em dificuldade.

 

Marcello M Perongini, é consultor de Marketing Digital e articulista de Tecnologia, Internet e Redes Sociais do Correio do Brasil.

Após mudança no nome, aplicativo Snapchat quer manter o mercado aquecido

a primeira grande novidade da empresa proprietária do aplicativo foi o lançamento dos Spectacles, óculos coloridos que possuem uma câmera embutida

Após a mudança de nome de Snapchat para Snap Inc., anunciada na segunda metade do último mês de setembro, a primeira grande novidade da empresa proprietária do aplicativo foi o lançamento dos Spectacles

Por Marcello M Perongini – do Rio de Janeiro:

 

Há pouco mais de dois meses, os usuários e os profissionais de mídias sociais vêm recebendo com interesse as novidades que o Snapchat, aplicativo de compartilhamento de fotos e vídeos para os mais modernos telefones celulares, apresentou com crescente frequência, em vista de sua oferta pública inicial (IPO, em inglês), estimada em US$ 25 bilhões  e prevista para o próximo mês de março de 2017.

a primeira grande novidade da empresa proprietária do aplicativo foi o lançamento dos Spectacles, óculos coloridos que possuem uma câmera embutida
a primeira grande novidade da empresa proprietária do aplicativo foi o lançamento dos Spectacles, óculos coloridos que possuem uma câmera embutida

Após a mudança de nome de Snapchat para Snap Inc., anunciada na segunda metade do último mês de setembro, a primeira grande novidade da empresa proprietária do aplicativo foi o lançamento dos Spectacles, óculos coloridos que possuem uma câmera embutida, conectada ao celular via Bluetooth, para capturar momentos da vida dos usuários e publica-los diretamente no seu perfil na rede social.

Ainda, do ponto de vista financeiro. O aplicativo registra desde o ano passado uma fase de importante crescimento, com uma receita gerada de US$ 59 milhões. Para 2017, o Snap Inc. prevê aumentar em pelo menos quatro vezes o resultado de 2015. Sobretudo em função da abertura da plataforma aos anunciantes.

Público mais jovem

Fundado em 2011 por Evan Thomas Spiegel e Bobby Murphy. Ambos então alunos da Universidade de Stanford. O Snapchat conquistou rapidamente o público mais jovem, por sua característica de permitir o compartilhamento de vídeos e imagens e vídeos, que desaparecem depois de 24 horas.

No passado, este caráter efêmero deu origem a fortes críticas ao aplicativo. Acusado de não controlar seus usuários, que utilizavam o Snapchat para enviar fotografias de nudez. Que consagraram novos bordões da Internet (hoje utilizados inclusive em tom de brincadeira). Como  a expressão “Manda nudes!”, que seria a forma com que se pediam fotos e vídeos licenciosos aos demais usuários na rede social.

 

Marcello M Perongini, é consultor de Marketing Digital e articulista de Tecnologia, Internet e Redes Sociais do Correio do Brasil.

Twitter planeja cortar 8% da força de trabalho

O Twitter planeja cortar 8 % de sua força de trabalho, ou cerca de 300 funcionários, publicou a Bloomberg, citando fontes com conhecimento do assunto

No ano passado, o Twitter anunciou planos para cortar 336 funcionários, uma semana depois que Jack Dorsey, co-fundador da empresa assumiu como presidente-executivo permanente

Por Redação, com Reuters – de Nova York:

O Twitter planeja cortar 8 % de sua força de trabalho, ou cerca de 300 funcionários, publicou a Bloomberg, citando fontes com conhecimento do assunto.

Os cortes podem ser anunciados quando a empresa divulgar resultado de terceiro trimestre na quinta-feira e o número de vagas afetadas pode mudar, afirmou a Bloomberg.

O Twitter planeja cortar 8 % de sua força de trabalho, ou cerca de 300 funcionários, publicou a Bloomberg, citando fontes com conhecimento do assunto
O Twitter planeja cortar 8 % de sua força de trabalho, ou cerca de 300 funcionários, publicou a Bloomberg, citando fontes com conhecimento do assunto

Uma representante do Twitter não comentou o assunto. A empresa empregava um total de 3.860 funcionários até o final de junho.

No ano passado, o Twitter anunciou planos para cortar 336 funcionários, uma semana depois que Jack Dorsey, co-fundador da empresa assumiu como como presidente-executivo permanente.

O Twitter contratou bancos no mês passado para buscar ofertas para uma venda da empresa. A companhia de mídia social tem valor de mercado de cerca de US$ 12,76 bilhões e tem prejuízo de cerca de US$ 400 milhões por ano.

Netflix

O presidente-executivo do Netflix, Reed Hastings, disse que é a favor da aquisição da Time Warner pela AT&T por US$ 85,4 bilhões, desde que sua empresa de transmissão de mídia pela Internet continue a ser tratada de forma justa.

Falando em uma conferência de tecnologia organizada pelo Wall Street Journal em Laguna Beach, na Califórnia. Hastings disse que era importante que o conteúdo do Netflix seja tratado da mesma forma que o da Time Warner. Quando o acordo de compra do grupo de mídia pela operadora de telecomunicações entrar em vigor. “Se houver uma concorrência aberta, vamos adorar isso”, disse ele.

Hastings tem sido um defensor da neutralidade da rede, que sustenta que os fornecedores de serviços Internet não devem favorecer alguns tipos de conteúdo sobre os outros.

– O importante é a neutralidade da rede, o que não tem sido tema favorito da AT&T – disse ele.

A AT&T anunciou no último sábado acordo para comprar a Time Warner. O movimento mais ousado feito por uma empresa de telecomunicações para adquirir conteúdo e atrair número crescente de espectadores online.

Microsoft

A Microsoft planeja aumentar os preços de alguns serviços empresariais em até 22 %  no Reino Unido. Após a queda da libra esterlina. Provavelmente atingindo milhares de empresas e departamentos do governo que dependem de seus serviços e software de computação em nuvem.

A Microsoft disse que elevar os preços de seus softwares empresariais. Em 13 % e de seus serviços de computação em nuvem em 22 % a partir de janeiro. Tornando-se mais uma a aumentar preços após a votação para deixar a União Europeia.

A chocante escolha dos britânicos em 23 de junho disparou a maior queda diária da libra. Ante o dólar e a libra agora está em queda de 18 %.  Ante a moeda norte-americana, levando as fabricantes de computadores como Apple, Dell e outras a aumentar os preços no Reino Unido.

A Microsoft disse que não alteraria os preços para serviços ao consumidor. E nem os preços de pedidos existentes sob acordos de proteção de preços durante a duração dos acordos.

– Avaliamos periodicamente o impacto dos preços locais em nossos produtos e serviços para garantir que haja um alinhamento razoável na região e esta mudança é um resultado desta avaliação – disse a Microsoft em seu blog.

O Banco da Inglaterra disse que espera que a inflação aumente persistentemente nos próximos anos. Ultrapassando sua meta de 2 % e corroendo os padrões de vida das famílias.

Esclareça 12 dúvidas importantes sobre HIV

HIV é o vírus causador da aids, doença que ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças

HIV é o vírus causador da aids, doença que ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças

Por Redação, com ACS – de Brasília:

O Brasil foi um dos primeiros países, dentre os de baixa e média renda, a fornecer, em 1996, tratamento gratuito para pessoas que viviam com aids.

Enquanto isso, a maioria desses países aguardava financiamento internacional para suas respostas. Em consequência dessa política de acesso universal, o Brasil teve uma queda acentuada na taxa de mortalidade associada à doença.

HIV é o vírus causador da aids, doença que ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças
HIV é o vírus causador da aids, doença que ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças

O País hoje tem uma das maiores coberturas de tratamento antirretroviral (Terv) entre os países de média e baixa renda, com mais da metade (64%) das pessoas vivendo com HIV recebendo Tarv, enquanto que a média global em 2015 foi de 46%.

Confira 12 informações básicas sobre a doença:

O que é o HIV

HIV é a sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana. Causador da aids (síndrome da imunodeficiência adquirida), ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças.

Ter o HIV é a mesma coisa que ter aids

Há muitos soropositivos que vivem anos sem apresentar sintomas e sem desenvolver a doença. Mas podem transmitir o vírus a outros por meio de relações sexuais desprotegidas. Também compartilhamento de seringas contaminadas ou de mãe para filho durante a gravidez e a amamentação. Por isso, é importante fazer o teste regularmente e se proteger em todas as situações.

Como se pega o HIV?

O vírus HIV é transmitido por meio da relação sexual (vaginal, anal ou oral) desprotegida (sem camisinha) com pessoa soropositiva. Ou seja, quem já tem o vírus HIV. Pelo compartilhamento de objetos perfurocortantes contaminados e de mãe soropositiva (sem tratamento) para filho durante a gestação, parto ou amamentação.

Qual é a forma mais eficaz de prevenção contra o vírus HIV

O meio mais simples e acessível de prevenção ao HIV é o uso de preservativos masculino e feminino no ato sexual. Seja ele anal, vaginal ou oral. O preservativo é uma eficaz estratégia contra o HIV e outras doenças sexualmente transmissíveis.

O posto de saúde disponibiliza camisinha masculina e feminina? Onde posso encontrar?

Os preservativos masculinos e femininos são distribuídos gratuitamente em unidades de saúde e também estão disponíveis para compra em estabelecimentos da iniciativa privada, como farmácias e drogarias.

O HIV tem cura

Ainda não há cura para o HIV, mas há muitos avanços científicos nessa área que possibilitam que a pessoa portadora do vírus tenha qualidade de vida.

Quais são os sintomas do HIV

Quando ocorre a infecção pelo vírus causador da aids, o sistema imunológico começa a ser atacado. É na primeira fase, chamada de infecção aguda, que ocorre a incubação do HIV. Tempo da exposição ao vírus até o surgimento dos primeiros sinais da doença.

Esse período varia de 3 a 6 semanas. O organismo leva de 8 a 12 semanas após a infecção para produzir anticorpos anti-HIV. Os primeiros sintomas são muito parecidos com os de uma gripe, como febre e mal-estar.

Por isso, a maioria dos casos passa despercebido. Caso haja suspeitas de infecção pelo HIV, procure uma Unidade de Saúde mais próxima e realize o teste.

Onde fazer o exame para saber se tenho HIV/aids

Os Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA) são serviços de saúde que realizam ações de diagnóstico e prevenção de outras infecções sexualmente transmissíveis e, nesses serviços, é possível realizar testes para HIV, sífilis e hepatites B e C gratuitamente, assim como nas Unidades Básicas de Saúde.Aqui você consegue achar o CTA mais próximo da sua casa.

Mesmo não havendo ejaculação na relação sexual, é possível transmitir ou contrair o vírus.

O líquido que é expelido antes da ejaculação pode ter um pouco de sêmen. Por isso, o contato com o pênis, mesmo sem penetração, pode apresentar risco de transmissão do vírus. Caso um dos dois seja portador do HIV.

É possível contrair o vírus com beijos

Não se contrai HIV pelo beijo. Porém, podem ser transmitidas doenças como gengivite, a herpes, mononucleose e até o condiloma acuminado (HPV). Caso a pessoa infectada apresente lesões na garganta ou na boca.

É possível, sendo menor de idade, realizar o teste para saber se tenho HIV sem a presença dos meus responsáveis

O estímulo ao diagnóstico precoce da infecção pelo HIV é uma prioridade para o Ministério da Saúde. Dessa forma, o acesso ao exame é um direito de todas as pessoas. Independentemente da idade.

O Ministério da Saúde recomenda que:

Quando se tratar de criança (0 a 12 anos incompletos), a testagem e entrega dos exames anti-HIV só deve ser realizada com a presença dos pais ou responsáveis.

Quando for adolescente (12 a 18 anos), após uma avaliação de suas condições de discernimento, fica restrito à sua vontade a realização do exame, assim como a participação do resultado a outras pessoas.

É possível contrair HIV pela picada de um mosquito

A transmissão do vírus HIV não é possível por mosquitos. Não há relato de que alguém foi contaminado e tenha desenvolvido aids dessa maneira.

Para saber mais sobre HIV/aids, acesse o portal do governo com informações sobre a doença.

Nova campanha da Über no México utiliza drones para irritar motoristas

Criado em 2010, o aplicativo Uber está em 57 países e começou a operar no Brasil no ano passado

É nesses moldes, então, que se encaixa a curiosa ação da Über, realizada há apenas alguns dias na área metropolitana da Cidade do México

 

Por Marcello M. Perongini – do Rio de Janeiro

Alvo de frequentes polêmicas e pedidos de normatização em diversas cidades brasileiras, a Über, com seu aplicativo para pedir carros com motorista, atende diariamente a milhões de cliente ao redor do mundo. Na América Latina, em particular, há cerca de um ano a empresa fortaleceu sua concentração de operações. Visa o objetivo de expandir seu modelo de negócio para além das 65 grande cidades sul-americanas já atendidas.

A Prefeitura de São Paulo concedeu nesta terça-feira o credenciamento ao aplicativo Uber, que passa a operar regularmente na capital paulista
A Über circula nas maiores cidades da América Latina

É nesses moldes, então, que se encaixa a curiosa ação realizada há apenas alguns dias na área metropolitana da Cidade do México. É área urbana em que a Über realiza o maior número de corridas a nível mundial, com São Paulo em segundo lugar.

A empresa promoveu seu aplicativo por meio de drones, que exibiam cartazes aos motoristas presos no trânsito. Para aumentar o senso de frustração dos motoristas, depois, cada cartaz trazia frases bem-humoradas. Ainda assim, impertinentes: “Se todos usassem a Über Pool, a cidade seria para para você. E não para cinco milhões de carros”.

Na capital mexicana, os drones foram usados para anunciar o Über Pool, modalidade do Uber em que diferentes passageiros podem dividir a corrida no mesmo carro. Outras modalidades do serviço são o ÜberX, que tem tarifas mais baratas, e o ÜberBlack, com carros sedãs.

A Über é também reconhecida no mundo inteiro pela ousadia das suas inovações. A mais recente iniciativa, em setembro deste ano, testará sua primeira frota sem motoristas. Será na cidade norte-americana de Pittsburgh, no Estado da Pensilvânia.

Marcello M. Perongini é consultor de Marketing Digital e articulista de Tecnologia, Internet e Redes Sociais do Correio do Brasil.