Iraquianos lutam contra o Estado Islâmico nos portões de Mossul

O Estado Islâmico concentrava-se na cidade fluvial de Tigris, a 15 quilômetros de Mossul, disse o comandante das operações, major-general Najm al-Jabouri

 

Por Redação, com Reuters – de Hammam al-Alil, Iraque

 

Tropas iraquianas avançavam em direção à Mosul, neste sábado, na batalha pela última cidade entre eles e a fortaleza do Estado Islâmico ao norte. Mosul, que já está sob fogo de forças especiais combatendo dentro dos distritos a leste da cidade.

Famílias tentam deixar Mossul antes que o exército iraquiano inicie os combates contra o Estado Islâmico
Famílias tentam deixar Mossul antes que o exército iraquiano inicie os combates contra o Estado Islâmico

O ataque deste sábado à Hammam al-Alil, cerca de 15 quilômetros ao sul de Mosul, tinha como alvo um grupo de pelo menos 70 combatentes. O Estado Islâmico concentrava-se na cidade fluvial de Tigris, disse o comandante das operações em Mosul, major-general Najm al-Jabouri.

Batalha decisiva

Jabouri disse que o ataque começou por volta das 10h no horário local. Alguns militantes já tentaram escapar cruzando o rio, mas outros mostraram forte resistência, e as tropas frustraram três tentativas de bombardeios suicidas.

— (A batalha) é muito importante. É a última cidade para nós antes de Mosul — disse Jabouri a jornalistas.

Helicópteros iraquianos estavam apoiando o exército, disse ele. A Infantaria conta com reforço também de caças de uma coalizão aérea liderada pelos EUA. Os jatos vêm atingindo alvos do Estado Islâmico na cidade, há vários dias.

Um comunicado do exército afirmou que forças de segurança hastearam a bandeira iraquiana sob o prédio do governo na cidade. Mas não disse se ela estava seu sob total controle.