single.php

Nokia faz oferta de 347 milhões de euros pela Comptel

A Nokia e suas rivais, incluindo a sueca Ericsson e a chinesa Huawei, vêm enfrentando dificuldades, uma vez que a demanda por equipamentos de banda larga móvel 4G

Por Redação, com Reuters – de Helsinque/Tóquio:

A fabricante finlandesa de equipamentos de telecomunicações Nokia informou nesta quinta-feira que pretende comprar a Comptel por cerca de 347 milhões de euros para expandir a divisão de serviços de software.

A fabricante finlandesa de equipamentos de telecomunicações Nokia informou nesta quinta-feira que pretende comprar a Comptel
A fabricante finlandesa de equipamentos de telecomunicações Nokia informou nesta quinta-feira que pretende comprar a Comptel

A Nokia e suas rivais, incluindo a sueca Ericsson e a chinesa Huawei, vêm enfrentando dificuldades, uma vez que a demanda por equipamentos de banda larga móvel 4G atingiu o pico e a transição para a próxima geração 5G ainda está anos distante.

A Nokia disse que seus clientes agora estão se voltando para softwares, a fim de tornarem suas redes mais inteligentes.

– A aquisição planejada é parte da estratégia da Nokia de construir um negócio autônomo de software em escala. Expandindo e fortalecendo seu portfólio. As capacidades com vendas adicionais e uma rede estratégica de parceiros – afirmou a empresa finlandesa em comunicado.

A proposta da Nokia é de 3,04 euros por ação, em dinheiro, o que representa um prêmio de 29 %  em relação ao último preço de fechamento da Comptel.

A Comptel, cujas vendas somaram cerca de 100 milhões de euros em 2016. Disse que o diretoria executiva e os acionistas que detêm cerca de 48 %  dos papéis apoiaram a oferta.

No ano passado, a Nokia comprou o grupo franco-americano Alcatel-Lucent em um acordo de 15,6 bilhões de euros.

Toshiba

A Toshiba recebeu ofertas que vão de 200 bilhões a 400 bilhões de ienes (US$ 1,8 bilhão a US$ 3,6 bilhões) por uma fatia de 19,9 %  na divisão de chips de memória flash. Disse nesta quinta-feira à Reuters uma pessoa diretamente envolvida nas negociações.

O conglomerado japonês busca levantar cerca de 300 bilhões de ienes com a venda. Acrescentou a fonte, que pediu para não ser identificada porque não estava autorizada a falar com a mídia.

O negócio ajudaria a Toshiba a compensar uma baixa contábil multibilionária em sua divisão de energia nuclear nos Estados Unidos. Que investidores temem que poderia comprometer o patrimônio dos acionistas.

Entre os interessados pela unidade de chips de memória flash da Toshiba estão rivais como a SK Hynix e a Micron Technology. A empresa de armazenamento de dados Western Digital e investidores financeiros como a Bain Capital. Afirmaram fontes à agência inglesa de notícias Reuters no início desta semana.

A Toshiba deve favorecer ofertas de fundos de investimento porque conseguiria concluir o acordo mais rápido do que com pares da indústria. Que podem ter que buscar aprovação de órgãos reguladores antes da aquisição. Acrescentou outra fonte familiarizada com o assunto.

Um executivo da Toshiba disse que a empresa vai considerar não só o preço da oferta como também outras condições. Uma porta-voz do grupo japonês disse que a empresa não poderia comentar especificamente sobre o processo de venda.

As ações da Toshiba caíram 6,7 %  na Bolsa de Tóquio na quinta-feira.