single.php

Paulo Davim relembra experiência educativa de Paulo Freire

O senador Paulo Davim (PV-RN) relembrou nesta quarta-feira os 50 anos das Quarenta Horas de Anjicos, experiência educativa de Paulo Freire realizada em 1963 no Rio Grande do Norte. O objetivo era alfabetizar adultos em apenas 40 horas na cidade de Anjicos, que tinha taxa de analfabetismo de 75%.

O método incluía o uso de palavras que faziam parte do universo vocabular do alfabetizando para acelerar a aprendizagem. A iniciativa, lembrou o senador, resultou na alfabetização de 300 pessoas em 40 horas de aula. Após a experiência, o método recebeu recursos e ganhou repercussão, mas foi interrompido pelo regime militar.

– O professor Paulo Freire foi preso e exilado. O governador da época, Aluizio Alves, teve seu mandato cassado. O professor Marcos Guerra, que foi coordenador da experiência em Anjicos, foi perseguido e exilado e todas aquelas pessoas foram castigadas – relatou o senador.

Paulo Davim disse que seria impossível não fazer referência a esse fato histórico em seu pronunciamento e render homenagens a Paulo Freire. Para o senador, mais do que alfabetizar, Freire despertava nos alunos, homens simples do campo, a consciência de cidadania.

Em aparte, o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) elogiou a iniciativa de Paulo Freire e lamentou sua interrupção. Para ele, o Brasil jogou fora uma oportunidade.

CategoriasSem categoria