Bumlai assume pagamentos a Delcídio, mas nega obstrução à Lava Jato

O pecuarista negou qualquer envolvimento com Cerveró, com quem não tinha nenhuma relação antes do ex-diretor ser preso, em 2015

Por Redação, com ABr – de Brasília:

O pecuarista José Carlos Bumlai confirmou nesta sexta-feira que seu filho, Maurício Bumlai, fez dois repasses de R$ 50 mil ao ex-senador Delcídio do Amaral, mas negou que o dinheiro tenha qualquer relação com a compra do silêncio do ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró.

O pecuarista José Carlos Bumlai
O pecuarista José Carlos Bumlai

Na ação em que prestou depoimento nesta sexta-feira, Bumlai é réu junto com Delcídio, Lula. O banqueiro André Esteves e mais duas pessoas. Todos acusados de buscar obstruir as investigações da Operação Lava Jato. Ao tentarem impedir que Cerveró assinasse um acordo de delação premiada com a Justiça.

O pecuarista, que já foi condenado a nove anos de prisão na primeira instância em outro caso da Lava Jato. Cumpre prisão domiciliar em São Paulo. Ele foi interrogado nesta sexta-feira pelo juiz Ricardo Soares Leite, da 10ª Vara Federal de Brasília.

Bumlai confirmou que Delcídio de fato falou sobre uma possível delação de Cerveró em uma conversa que teve em 2015 com seu filho, Maurício Bumlai, mas este teria recusado qualquer envolvimento com o assunto.

– Ele (Maurício) falou não, que ele não ia fazer isso, porque não tínhamos nada a ver com Nestor Cerveró. Depois ele (Delcídio) voltou e pediu ajuda em caráter pessoal. Para manter o padrão de vida que ele tem, não era com salário de senador – disse José Carlos Bumlai.

– Inicialmente o pedido foi R$ 50 mil , ele (Maurício) deu. Ai teve um segundo pedido de mais R$ 50 mil e ele deu também, e é só – afirmou Bumlai, reiterando que as quantias teriam sido entregues por seu filho somente para manter uma boa relação com o então senador, cujo poder poderia prejudicar os negócios dos Bumlai.

Envolvimento com Cerveró

O pecuarista negou qualquer envolvimento com Cerveró, com quem não tinha nenhuma relação antes do ex-diretor ser preso, em 2015. Os dois dividiram uma cela por quase um ano na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. “Se eu tivesse que pedir alguma coisa teria pedido ali”, disse Bumlai, que classificou a acusação de “absolutamente mentirosa”.

À época dos repasses, em 2015, Delcídio chegou a ser preso em pleno exercício do cargo de senador, acusado de tentar montar um esquema para impedir a delação premiada de Cerveró. Ao Conselho de Ética do Senado, no processo que resultaria na cassação de seu mandato, ele disse ter encaminhado R$ 250 mil dados por Bumlai para o ex-diretor da Petrobras a pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em depoimento anterior no mesmo caso, Bernardo Cerveró, filho de Nestor, admitiu ter recebido dois repasses de R$ 50 mil de Delcídio, a título de “ajuda à família”. Segundo ele, o então senador chegou a pedir para que seu pai não celebrasse acordo de delação premiada.

Na próxima terça-feira, às 10h está marcado o depoimento de Lula no caso. O advogado do ex-presidente confirmou que ele comparecerá à audiência. 

Vereador assume prefeitura de Embu das Artes

No pedido à Justiça, o promotor sustentou que o prefeito eleito “usou contribuições provenientes de lavagem de dinheiro oriundo do tráfico de entorpecentes

No pedido à Justiça, o promotor sustentou que o prefeito eleito “usou contribuições provenientes de lavagem de dinheiro oriundo do tráfico de entorpecentes

Por Redação, com ABr – de São Paulo:

Depois de ser eleito presidente da Câmara dos Vereadores de Embu das Artes, na Grande São Paulo, o vereador Hugo Prado (PSB) assumiu a prefeitura no lugar de Claudinei Alves dos Santos, conhecido como Ney Santos, que venceu as eleições, mas está foragido.

No pedido à Justiça, o promotor sustentou que o prefeito eleito “usou contribuições provenientes de lavagem de dinheiro oriundo do tráfico de entorpecentes
No pedido à Justiça, o promotor sustentou que o prefeito eleito “usou contribuições provenientes de lavagem de dinheiro oriundo do tráfico de entorpecentes

Durante a sessão solene de posse no domingo, foi lida uma carta de Ney em que ele se defende. Dizendo que está sendo injustiçado e perseguido pela oposição desde 2010. “Com denúncias falsas e mentiras”. Na carta, Ney diz ainda que irá se apresentar à Justiça em breve, o que ainda não fez porque teme pela sua vida.

Claudinei Alves dos Santos é considerado foragido desde a deflagração da Operação Xibalba, no dia 9 de dezembro, quando foram cumpridos 49 mandados de busca e cumpridos 14 mandados de prisão preventiva. As investigações identificaram uma organização criminosa para lavagem de dinheiro do tráfico de drogas. Supostamente liderada pelo prefeito eleito de Embu, segundo o Ministério Público.

No pedido à Justiça. O promotor sustentou que o prefeito eleito “usou contribuições provenientes de lavagem de dinheiro oriundo do tráfico de entorpecentes. Incluindo os valores doados pelo próprio eleito à campanha”. De acordo com o pedido, esses delitos seriam realizados pela organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), da qual o investigado seria integrante.

Passagens de ônibus em Guarulhos

Logo após a cerimônia de posse, o novo prefeito de Guarulhos, Gustavo Henric Costa (PSB). Conhecido por Guti. Declarou que vai cancelar o aumento de 18,42% nas passagens de ônibus no município. A decisão da gestão anterior, do prefeito Sebastião Almeida (PT). Previa aumento de R$ 3,80 para R$ 4,50.

Como o reajuste pegou a população de surpresa no dia 29 de dezembro. A Justiça determinou a suspensão temporária. A decisão partiu de uma ação popular que foi aceita pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, na Comarca de Guarulhos.

A antiga gestão havia informado que, após a suspensão, os novos valores voltariam a vigorar na cidade. A justificativa para o aumento era alta dos custos dos insumos.

Presidente da Câmara assume interinamente prefeitura de município no Paraná

O candidato mais votado em primeiro turno para a prefeitura de Jundiaí do Sul, no Paraná, com 54,14% dos votos válidos, Valter Abras, não poderá tomar posse nesta quinta-feira. O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Henrique Neves negou pedido de liminar impetrado pelo candidato do PSDB.

Abras entrou no TSE com um mandado de segurança pedindo sua diplomação e posse como prefeito de Jundiaí do Sul. Ele teve o registro de candidatura indeferido pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná por causa de uma condenação criminal.

A prefeitura de Jundiaí do Sul deverá ser provisoriamente ocupada pelo novo presidente da Câmara Municipal, cujo nome ainda será definido em votação feita pelos novos vereadores. Como Valter Abras obteve a maioria dos votos válidos, a tendência é do TSE decidir pela realização de nova eleição.

Maradona assume oficialmente como técnico da Argentina

Diego Maradona foi nomeado oficialmente como novo técnico da seleção argentina, nesta terça-feira, pela associação de futebol do país.

O ex-capitão da seleção, de 48 anos, já havia dito na última semana que estava prestes a assumir o cargo de técnico, que ficou vago após o pedido de demissão de Alfio Basile, no mês passado.

Maradona, campeão do mundo como jogador em 1986, tem mínima experiência como treinador, tendo passado apenas pouco tempo à frente do Deportivo Maniyu e do Racing na década de 90. Em 23 jogos como técnico, ele venceu apenas três.

Ministério das Cidades assume obras da estação de tratamento da antiga Vila do Pan

O Ministério das Cidades decidiu assumir as obras de construção de uma estação de tratamento de esgotos no Arroio Riacho Fundo, que vai receber os resíduos dos prédios da antiga Vila do Pan, em Jacarepaguá, zona oeste do Rio.

A obra estava prevista no projeto dos Jogos Pan-Americanos, realizados em julho do ano passado, mas não foi construída a tempo. Nesta sexta-feira, em visita ao local, o ministro Márcio Fortes informou que serão investidos na estação R$ 16,2 milhões – R$ 14,2 milhões do governo federal e R$ 2 milhões da prefeitura do Rio.

Ao coletar e tratar o esgoto dos moradores do condomínio, a estação vai proteger da poluição todo o complexo lagunar da Barra da Tijuca, evitando que toneladas de resíduos sejam levados sem tratamento, beneficiando um total de 300 mil pessoas.

– O tratamento é importante não só porque melhora a qualidade de vida e a saúde pública, mas também porque representa um impacto positivo sobre o meio ambiente da região – disse o ministro.

Márcio Fortes adiantou que outra estação de tratamento de esgoto está prevista para atender a Cidade de Deus, complexo de condomínios e favelas de Jacarepaguá que abriga milhares de pessoas.

As obras da Estação do Arroio Fundo deverão ter início dentro de 45 dias, só dependendo de análise do projeto pela Caixa Federal, pois já tem licença ambiental.

Juca Ferreira assume Ministério da Cultura

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deu posse nesta quinta-feira ao novo ministro da Cultura, Juca Ferreira, que vai substituir Gilberto Gil. Na cerimônia, Lula não poupou elogios ao ex-ministro.

– Não sei quanto tempo vai levar para que o Brasil tenha uma pessoa da sua qualidade no Ministério da Cultura – disse Lula referindo-se a Gil.

O presidente chegou a afirmar, em tom de brincadeira, que se Gil estiver disposto a voltar, poderá ser aberta uma exceção. Lula pediu ao novo ministro que dê continuidade ao trabalho iniciado por Gil, especialmente no cumprimento do Programa Mais Cultura. Ele destacou, porém, que parte do sucesso de Gilberto Gil dependeu do trabalho de Juca Ferreira como secretário executivo.

Lula quebrou o protocolo e deu a palavra a Gilberto Gil, que fez um discurso de agradecimento. Protocolarmente, em cerimônias de posse quem fala é o presidente. O ministro que está saindo e o que está chegando falam apenas na cerimônia de transmissão de cargo

Felipe Massa vence e assume liderança do mundial

Felipe Massa venceu, neste domingo, o Grande Prêmio da França, oitava etapa do mundial de Fórmula 1, disputada no circuito de Magny Cours. Com a vitória, o piloto brasileiro da Ferrari assumiu a liderança do mundial com 48 pontos. O finlandês Kimi Raikkonen, companheiro de Massa, chegou em segundo e Jarno Trulli, da Toyota,
completou o pódio.

Massa quebrou um jejum de 23 anos sem vitória de um piloto brasileiro no GP francês. A última havia ocorrido em 1985 com Nelson Piquet, quando a corrida ainda era disputada no circuito de Paul Ricard. Também havia 15 anos que um brasileiro não liderava o mundial de pilotos, a última vez foi com Ayrton Senna, em 1993.

O brasileiro largou na segunda posição, e durante a primeira metade da corrida, se manteve atrás de Raikkonen. O lance decisivo da prova ocorreu na volta 34, quando o finlandês começou a perder rendimento, devido a um problema mecânico, e na volta 39 foi facilmente ultrapassado por Massa, que logo se distanciou e caminhou firme para a
teceira vitória no campeonato. Mesmo a leve chuva, que caiu nas últimas voltas, não atrapalhou o desempenho do brasileiro.
 
Nesinho Piquet, piloto brasileiro da equipe Renault, também teve um bom domingo na França. Chegou em sétimo e marcou seus primeiros pontos na Fórmula 1. Estreante na temporada, Nelsinho vinha sendo pressionado pelas atuações ruins nas sete primeiras corridas do campeonato.

A classificação do campeonato agora traz Massa em primeiro, com 48 pontos. O segundo é o polonês Robert Kubica, da BMW, com 46, Raikkonen é o terceiro com 43 e o inglês Lewis Hamilton, da Mclaren, caiu para quarto com 38 pontos. A próxima etapa do mundial será disputada em Silverstone, na Inglaterra, no dia 6 de julho.